Ai Que Loucura
fotografia category image 7 on 7: Lugares para visitar em Rosário, Argentina
Quinta-feira 7 de Maio de 2015 | Arquivado em: fotografia

10965340_771144186295757_319944270_n

VOLTEI! Não disse que voltaria ainda essa semana? hahaha
Pois é, mais um mês chegou e mais uma postagem do 7 on 7 para fazer, dessa vez o tema é lugares bonitos/importantes para visitar, porém eu acho que Rosário é muito grande e eu não conseguiria, nem se pudesse, colocar todos os locais para visitar, então conheçam alguns lugares que eu já visitei e que vocês precisam conhecer (há lugares na cidade que são super conhecidos/bonitos/importantes, mas com a falta de tempo, nem eu fui conhecer).

Faculdade de Ciências Medicas – UNR

Bom, vocês já conhecem a faculdade de ciências médicas por fora, para que não viu dá uma olhadinha nesse post, porém dessa vez eu trouxe uma foto por dentro da faculdade. Ela é muito grande, então confira um dos corredores que tem essa vista linda.

Parque de la Madera

Acredito que o nome correto seria Patio de la Madera, porém é um parque, ele fica menos de um quarteirão da faculdade e ao lado do Mc Donalds.

Avenida Oroño

Bom, a Avenida Oroño é conhecida por muitos aqui em Rosário, pois o pessoal gosta muito de fazer caminhadas lá. Ela é uma avenida extensa e entre as duas ruas existe um tipo de praça, que segue toda a avenida.

Parque de la Independencia

Se você for seguir pela Avenida Oroño vai acabar no Parque de la Independencia, ele é ENORME e já tive a oportunidade de mostrar algumas fotos dele aqui no blog. Ele fica perto de casa e em uma avenida cheia de bares e restaurantes.
Dentro dele tem um  jardim botânico, um lago (que eu já postei fotos dele), um hipódromo, um clube de ginástica/esgrima e até mesmo o estádio de futebol do Atlético Newell’s Old Boys.

Estadio de Futebol Club Atlético Newell’s Old Boys

Esse é um dos times daqui de Rosário, foi nele que o Messi começou a sua carreira (só que na liga juvenil) e que Diego Maradona jogou na fase final de sua carreira.

Museus

Bom, como eu disse, no Parque de la Independecia existem alguns museus, um deles fica entre o parque e a Avenida Oroño e o outro no meio do parque.
Quando fui visitá-los estavam fechados e somente na outra semana haveria alguma exposição, então só conheço eles por fora. :/

 


Bom, espero que tenham gostado, estou postando super tarde e a culpa foi da preguiça, sorry pessoal. hahaha
Enfim, para quem quiser vir aqui para Rosário, recomendo visitar esses parques, museus e até mesmo a faculdade (que é aberta para o público).
Espero postar mais fotos de Rosário, mas essas são as de hoje, não deixem de comentar qual foto vocês gostaram e que lugar de Rosário gostariam de conhecer.
Ahh, não deixem de conferir, para quem não conferiu, os posts anteriores do 7 on 7 : páscoa, cores do arco íris e um pouco mais sobre nós.

Não esqueçam de visitar as outras meninas que também fazem parte do projeto, pois todas irão postar suas fotos hoje. <3

CinthyaCatarinaFláviaFernandaKássia e Pâmela.

Beijos e até o próximo post! ;)

 

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Share on TumblrTweet about this on TwitterEmail this to someone

2 comentários


Tags: , , , , , , , , , , ,


animais category image Um ano com a Sansa
Domingo 3 de Maio de 2015 | Arquivado em: animais

DSC_2197

Olá pessoal, desculpem a demora, eu deveria ter aparecido nesse último dia do mês de abril, porém tive alguns probleminhas com a correria do dia a dia, pois esses últimos dias acabei indo bem cedo para a faculdade e votando entre oito/nove horas da noite para casa. Mas espero, sinceramente, me acostumar com essa correria e conseguir fazer tudo que está planejado para o dia.
Bem, novamente trouxe um post diferente do que vocês estão acostumados e ele É BEM pessoal.
Mas antes disso gostaria de dizer que pretendo postar o post dos livros do mês de março essa semana para não atrasar os de abril.
Além disso, também gostaria de fazer um convite super especial para, quem sabe, trazer uma colaboradora nova para o blog (veja o fim do post).

Vamos ao que interessa?! Bem, esse post foi feito para alguém muito especial na minha vida, sim, a Sansa.
Para você que é a primeira vez no blog ou que não lembra dela, existem diversos posts que eu comento sobre ela (como esse, esse ou esse).
Sei que ela não vai ler o post, -Sim, eu sei que ela é uma gata, apesar de eu tratá-la como filha mas eu queria contar para vocês a história da Sam, pois ela foi resgatada e nem sempre foi tão linda quanto é hoje. -hahahah

Bom, a data do post não é uma escolha aleatória e sim o dia exato em que a Sansa foi resgatada (03 de maio).
Era um daqueles fins de semana que eu ainda ia para casa, pois fazia cursinho em Prudente. Apesar de ser madrugada de sexta para sábado, eu não podia deixar de ir no quarto do meu irmão para encher o saco, como de costume, porém ele estava procurando alguma coisa fora da janela e disse que escutou um gato miando e que parecia ser o Mingau (Lembrando que o Mingau é aquele tipo de gato que gosta de ser chamado para entrar em casa e que fica fazendo doce/miando para descer do muro enquanto olha pra você com aquela cara de gato ingrato que não comeu o sachê de Salmão do dia). Mas não encontramos nenhum gato no muro de casa e o miado começou a ficar mais forte, obviamente percebemos que não era um dos nossos gatos, já que o miado era bem mais agudo e então eu vi aquela coisa MINUSCULA do outro lado da rua se arrastando na sarjeta.
Obviamente fomos correndo para a frente de casa ver se era real e fomos surpreendidos, pois era bem pior do que poderíamos imaginar, uma gatinha que não deveria ter mais de três semanas estava jogada na sarjeta miando sem parar, toda suja de terra, machucada e não conseguia se levantar. Ela brigava para tentar se levantar, porém o máximo que fazia era se arrastar e, além do corpo, a cabeça também era arrastada.

Imaginem, você tendo 5 gatos em casa e 3 cachorros, pegar mais um gato estava fora de cogitação, mas eu percebi que não conseguiria dormir tranquila imaginando a pobre gatinha do outro lado da rua. Então decidi levar ela pra casa, pois naquele estado o pior que poderia acontecer era ela morrer e isso provavelmente aconteceria se eu tivesse abandonado ela lá fora.
Eu e meu irmão colocamos ela em uma caixa e procuramos ver onde estavam os ferimentos, minha mãe assustada com as luzes da sala acesas foi bisbilhotar -lembrando que eu estava morrendo de medo dela brigar conosco por trazer mais um gato para dentro de casa e também se surpreendeu com aquela cena. Sério, até hoje fico imaginando o que houve pra ela não conseguir andar/levantar, imaginando que ela deveria estar sentindo dor, minha mãe correu para pegar remédio e um paninho para ela dormir. Não havia o que fazer naquele momento, então cuidamos para que ela dormisse bem, no outro dia meu pai foi ver ela, já que no meio da noite ele não ‘conseguiu’ acordar, –sabe aquelas pessoas que conseguem acordar bem de manhã, porém se você acordar elas no meio da madrugada não conseguem falar coisa com coisa? Então, esse é meu pai e novamente, surpresa! Quando tentamos acordar ele no meio da noite provavelmente passou na cabeça dele que era só uma gatinha resgatada e não aquele ser que não conseguia sequer abrir os olhos de tantos machucados. Então ele, ainda de manhã, limpou ela e tentou hidratá-la molhando o algodão no leite/água e dando para ela ‘mamar’.

Como vocês podem ver nas fotos, ela joga todo o corpo para um lado e, por conta disso, não conseguia se equilibrar para ficar de ‘pé’.
Mesmo assim, tentamos de tudo, procuramos ver se ela sentia dor nas patas ou se estavam quebradas, porém não tinha o que explicasse e, mesmo que ela sobrevivesse, seria ruim para ela não conseguir, pelo menos, ficar um pouco de pé. Bom, passamos o resto do sábado cuidando dela e meu pai disse que se ela não melhorasse ele a levaria no veterinário na segunda-feira.
No domingo, de tarde, meu irmão começou a brincar com ela para tentar fazê-la andar e, como ela só jogava o corpo para um lado, ele tentou dar um apoio naquele lado colocando a mão para ela não cair. E não é que isso deu certo? Ela apoiava nele e tentava andar, já no fim da tarde, estávamos exaustos por ficar andando o dia todo com ela, decidimos ‘melhorar’ a brincadeira, pois ela estava adorando conseguir andar um pouco, deixamos como apoio a parede, assim soltávamos ela para andar o quanto quisesse, desde que continuasse apoiada e, quando ela caia, estávamos lá para ajudá-la.
Enfim, tive que voltar no domingo para Prudente, com dor no coração de não poder ajudá-la o suficiente, mas o restante da semana só trouxe boas notícias: todos os dias ela tentava andar, sempre junto com meu pai e irmão, até que começou a melhorar os passos e o equilíbrio.

Hoje ela é saudável, castrada, alegre, gorda e totalmente diferente daquela gata que se arrastava no chão!
Apesar que ainda existem resquícios daquela época, como a falta de senso de profundidade, isto é, ela bate nas coisas sem perceber que estavam tão perto -ou é ela sendo besta e cega.
Bom, para finalizar toda essa história, você pode não querer acreditar em milagres, mas eu sei que o que aconteceu com ela FOI UM MILAGRE.

“Juro que era só para ser uma soneca e não passar o dia todo dormindo”

 

“Mamy, olha a sua cara, omg”

E digo isso porque eu não acreditava, até que ela entrou na minha vida e mudou tudo. O que essa gata me trouxe foi muito além do que eu imaginava, acredito que foi colocada na minha vida como sinônimo de superação, eu me vi nela. Eu queria entrar logo na faculdade, estava começando a ficar mal por estar longe de casa e parecia que tudo estava desmoronando, porém, depois dela, consegui me encontrar. Voltei para casa e tentei me reconstruir, por mais que não tenha passado em medicina no Brasil, comecei a focar no meu objetivo, procurando vê-lo por outros ângulos e assim surgiu a ideia de ir para a Argentina atrás do meu sonho.
E quando estou mal, com saudade de casa/família/dela, lembro o quanto ela lutou pra sobreviver e que eu não poderia fazer diferente, lutar pelo que eu quero, mesmo que eu tenha que me apoiar nas pessoas, paredes, até eu conseguir ficar de pé novamente. Penso que preciso estudar por mim (meu sonho), por ela e pela minha família (que me ensinaram a ser forte) e que, mesmo estando longe, são meus apoios.

“E ai humano, você vem sempre aqui?!”

Obviamente não posso deixar de lado o Victor, que já estava comigo e que, mal viu ela pela webcam, já se apaixonou. Depois que eu voltei para casa, ele ia nos visitar todos os fins de semana e foi ELE quem acostumou ela dormir na cama, pois como ela era pequena, tinha que dormir no banheiro, porém ele como péssimo pai, tirava ela do banheiro, com dó, e dormiam juntos. Sendo assim, ela passou a dormir na minha cama nos dias de semana e com ele nos fins de semana que passava em casa. -super mimada essa gata

Além disso, ele trata ela como uma filha, nas férias tive que enviar várias fotos só pra ele não morrer de saudade, ainda acho que ele ia em casa mais para ver ela do que eu. hm

E para finalizar o post, gostaria de fazer um convite para uma nova colaboradora, eu tentei conversar com ela, mas não tivemos muito tempo esse sábado e eu sei que ela lê a maioria dos posts aqui, então… Mãe, esse convite é pra você! Você gostaria de fazer parte do blog? Quem melhor que você para resenhar filmes e séries? hahaha
Eu fiquei pensando o quanto você gosta de escrever sobre filmes e o quanto seria ótimo ter, no mínimo, um post por mês sobre esse assunto aqui. Enfim, espero a sua resposta! <3

Ufa, desculpem o post imenso, mas espero que tenham gostado dele, pois foi feito com muito amor e carinho contando sobre a história dessa pequena. E vocês já adotaram algum animal de rua? Como foi a experiência? Quero ver vários comentários sobre! E se você não adotou, que tal pensar em adotar. ;) hahah

Beijos e até o próximo post. :*

 

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Share on TumblrTweet about this on TwitterEmail this to someone

3 comentários


Tags: , , , , , , , ,


pessoal category image TAG Amo/Odeio
Segunda-feira 20 de Abril de 2015 | Arquivado em: pessoal

TAGamo-odeio

Olá pessoal, bom dessa vez eu voltei com um post um pouco diferente. finalmente decidi trazer alguma TAG para o blog. Esse post vai ficar na categoria pessoal, pois ainda não temos a categoria tag.
A indicação foi feita pela Lais Aparecida, do blog Like a Starfix. Depois de ler o post, dá um pulinho lá no blog dela dar uma conferida nos posts e inclusive na mesma tag que ela me indicou. ;)

Bom, o proposito da tag é bem simples: eu preciso dizer 10 coisas que amo, 10 coisas que odeio e indicar mais 10 blogs para participar da mesma tag. Porém, como sou super cheia de amigos com blog, vou deixar apenas alguns e, caso alguém queira que o blog apareça na indicação, é só dar um aviso nos comentários!

10 coisas que amo:
1- A minha família.
2- Meus gatos e cachorros (animais no geral, porém esses eu amo DEMAIS).
3- Meu namorado.
4- Jogos onlines (na verdade, jogos em geral).
5- Dormir.
6- Assistir filmes e séries (principalmente quando é com a minha mãe ou com o Victor). <3
7- Comprar livros e mangás (poderia colocar isso na categoria VÍCIO DEMAIS).
8- Fazer layouts/arrumar o blog/passar meu tempo me dedicando à ele.
9- Fofocar (sim, estou sendo super sincera, porque eu amo fofocar, mas odeio dizer isso hm).
10- Dormir com o ar-condicionado/ventilador ligado e de coberta (sorry, isso tinha que estar na lista).

10 Coisas que odeio:
1- Falem mal da minha família/namorado.
2- Maltratem animais ou quando falam que odeiam gatos/cachorros por qualquer coisa ridícula (sorry se você se encaixa nisso -sqn).
3- Pessoas que tentam impor sua opinião como a única correta/verdadeira.
4- De errar ou ter que admitir o erro (ou até mesmo ter que me desculpar).
5- Ter que acordar cedo.
6- Que me corrijam de algo que estou certa ou que é a minha opinião.
7- Preconceito.
8- Fofocar pela metade (sabe aquele tipo de pessoa que traz a fofoca ou notícia pela metade? GRrr… Victor é uma dessas pessoas que fazem isso comigo e isso me deixa p* da vida, até porque sou super curiosa).
9- Que me mandem ficar quieta ou falar baixo (na maioria das vezes eu nem percebo que estou falando alto e se tem uma coisa que me tira do sério é falar pra ficar quieta ou falar baixo, grrr)
10- Mandar eu ter calma (sério, acho que falar isso pra qualquer pessoa é pedir para morrer, porque se tem uma coisa que me faz perder o controle por completo, não importa a situação, é pedir para eu ter calma).

Blogs indicados:

Lembrando, as regras da tag são: 

  • Dizer 10 coisas que ama e 10 coisas que odeia
  • Indicar 10 Blogs para responder a TAG (não fiz isso, sorry)
  • Colocar a Imagem da TAG
  • Colocar o Link de quem te indicou a TAG

Bom, essas são as 10 coisas que eu amo/odeio, essa tag é muito pessoal, então tentei mostrar realmente verdades sobre mim. Espero que tenham gostado e se simpatizaram ou são totalmente o contrário com alguma dessas 20 coisas, não deixe de comentar. -até porque gosto de saber a opinião de vocês! Lembrem que sou curiosa e não gosto de coisas pela metade. hahaha

Beijos e até o próximo post. :*

 

 

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Share on TumblrTweet about this on TwitterEmail this to someone

4 comentários


Tags: , , , , , ,


fotografia category image 7 on 7: Páscoa
Quarta-feira 8 de Abril de 2015 | Arquivado em: fotografia

10965340_771144186295757_319944270_n

Olá pessoal, trouxe mais fotos para o projeto 7 on 7, porém esse mês tive que postar no dia 8.
Sim, eu sei que o combinado era dia 7, mas atrasei por causa da correria da faculdade e porque voltei do Brasil dia 7, de madrugada.
Bom, o tema do mês de abril foi bem fácil, até porque a maioria das pessoas comemoram a Páscoa, mas cada uma da sua maneira e eu vou mostrar para vocês como eu gosto de comemorar esse feriado. <3

Eu acredito que a páscoa é muito mais do que chocolates, porém esses não podem faltar, né?! hahah
Esse ano, eu e o Victor, decidimos diminuir os gastos, então trocamos um ovo, uma barrinha de chocolate e um coelhinho.

Meu ovo de páscoa, <3 eu amo kinder ovo. hahaha

 

Ovo de páscoa do Victor que é chato e gosta de chocolate amargo, coisa que eu odeio :P

 

Não, nós não combinamos de dar o mesmo coelho, porém aconteceu de ambos comprarem o mesmo! ¬¬’
Como podem ver, nós dois temos gostos BEM diferentes, o Victor prefere chocolate amargo e eu adoro chocolate ao leite e branco. <3

Mas o que seria a páscoa sem família? NADA. Sério, não consigo ver minha páscoa sem essas 3 pessoas, mas também tivemos o aniversário da avó do Victor e foi a primeira vez que meus pais conheceram os pais do Victor. -imaginem o quanto eu estava nervosa com esse encontro, hahaha

Meu pai e minha mãe <3

 

O feioso do Addam <3

 

Aniversário de 80 anos da vó do Victor. <3

Além disso, terminamos o nosso quebra cabeças, depois de um ano. hahaha
Porém, preciso dizer que foram umas 5 ou 6 vezes que tiramos para fazê-lo, e a culpa da demora foi a preguiça. Esse quebra cabeça foi um trabalho em conjunto com a minha família. <3 E achei que ficou LINDO depois de pronto. hahahah
E JURO que eu acreditava que não ia caber esses dois golfinhos quando começamos, parecia tão pequeno e tão cheio de detalhes que não ia caber tudo.

E, para finalizar esse post, não poderia faltar a foto da Sansa, que eu estava morrendo de saudade. <3
Apesar de ter aproveitado uma semana, eu sei que não importa o tempo que eu ficasse em casa, eu sei que não era o suficiente para matar a saudade tanto dela quanto da minha família, dos outros gatos e dos cachorros. :/
Então, como última foto do post, a LINDONA da Sansa que estava morrendo de sono. hahah

Espero que tenham gostado de todas as fotos e que tenham aproveitado esse feriado de páscoa tanto quanto eu aproveitei. Não deixem de comentar qual foto vocês mais gostaram hoje e de conferir, para quem não conferiu, os posts anteriores do 7 on 7 : cores do arco íris e um pouco mais sobre nós.

Não esqueçam de visitar as outras meninas que também fazem parte do projeto, pois todas irão postar suas fotos hoje. <3

CinthyaCatarinaFláviaFernandaKássia e Pâmela.

Beijos e até o próximo post! ;)

 

 

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Share on TumblrTweet about this on TwitterEmail this to someone

3 comentários


Tags: , , , , , , , , , , , , ,